Notícias Setor imobiliário deixa lição de confiança na noite de premiação do Master 2016

 

Setor imobiliário deixa lição de confiança na

noite de premiação do Master 2016

 

Renovado a cada edição, o show-premiação é sempre disputadíssimo. Este ano, concebido e produzido para tocar a alma das pessoas, em meio a tantas notícias ruins no Brasil e pelo mundo afora, a festa do Master, prestigiada por um público de mais de 1.300 pessoas, foi uma grande lição de confiança em um futuro melhor, já a partir dos discursos de boas-vindas dos anfitriões e presidentes da FIABCI-BRASIL, Rodrigo Luna, e do Secovi-SP, Flavio Amary.

 

Para que a celebração dos melhores do setor fosse vibrante e alegre, o documentarista e diretor artístico Richard Luiz transformou a cerimônia de entrega do Prêmio Master Imobiliário em um espetáculo musical na forma de homenagem, com roteiro de Bianca Tadini e Luciano Andrey, coreografia de Fernanda Chamma, e consultoria artística de Paulo André Jorge Germanos, empresário do setor imobiliário, grande apaixonado e conhecedor das artes.

 

Acima de tudo, amor! – O espetáculo do Master Imobiliário 2016 promoveu uma viagem pela música que, em diferentes épocas e ritmos, esteve nas paradas de sucesso das rádios, e nas trilhas sonoras do cinema e do teatro nacional e internacional.

 

A grande atração da noite foi Miguel Falabella, um dos grandes nomes do showbiz nacional. Artista que demonstra paixão por tudo que faz, e que inspira seus colegas de profissão e o grande público. Reconhecido e admirado, Falabella iniciou o espetáculo falando do amor e da capacidade que os artistas têm de encarar desafios, reinventar e transformar situações em arte para emocionar multidões.

 

Ao comparar essa realidade com a dos players do setor imobiliário, que se reinventam e seguem adiante frente às adversidades, convidou a plateia a viajar pela música e ressaltou a necessidade de as pessoas aproveitarem todos os momentos da vida – pessoais e profissionais – com alegria, tolerância, ética, talento e espírito de superação.

 

A seu lado, as atrizes e cantoras Bruna Guerin, Bruna Pazinato, Ingrid Gaigher e Jana Amorim, atualmente em cartaz nos principais musicais do eixo Rio-São Paulo, interpretaram grandes sucessos nacionais e internacionais, passando por Le Jazz Hot, canção marcada pela magistral interpretação da atriz e cantora Marilia Pêra, em sua inesquecível atuação na peça Vitor ou Vitória, musical que marcou época no inicio de 2000.

Um dos pontos que agradou em cheio o público foi o número musical que trouxe ao palco a era de ouro da rádio no Brasil, com a fictícia Rádio Master apresentando um dos grandes sucessos da cantora brasileira Dalva de Oliveira, figura de destaque nos anos 1950.

 

Ao som de clássicos como New York, New York e Conceição – canção imortalizada na voz de Cauby Peixoto –, executados por músicos regidos pelo maestro e arranjador Carlos Bauzys, também diretor musical do espetáculo, todas as atrações contaram com performances das bailarinas Barbara Guerra e Carina Angélica.

 

Alta tecnologia – A estrutura de som, imagem e iluminação, os figurinos e as atuações de todo o elenco tiveram, como sempre, máximo rigor técnico e beleza cênica que se igualaram aos grandes musicais em cartaz no eixo Rio - São Paulo.

 

Destaque para o imenso painel de LED que conectou a arte e a alta tecnologia, ao projetar uma profusão de imagens impactantes simultaneamente aos números musicais.

 

A decisão da comissão organizadora do Prêmio Master Imobiliário 2016 na escolha de Miguel Falabella foi acertada. “Ele é um artista completo. Atua, canta, escreve, dirige e produz com muita paixão, além de ser uma pessoa que, ao se deparar com desafios, não poupa energia para superá-los”, declara o produtor artístico da grande celebração, Richard Luiz.

 

Para os realizadores do evento, FIABCI-BRASIL e Secovi-SP, essa mesma postura vitoriosa de Falabella, de quem sabe se reinventar em sua trajetória, também está claramente presente nas pessoas por trás dos cases vencedores do 22º Prêmio Master Imobiliário, patrocinado pelos grupos empresariais Atlas Schindler, Bradesco, Estadão, Gerdau e Bandeirantes, com apoio cultural da Comgás, e apoio de sustentabilidade do CTE (Centro de Tecnologia de Edificações).

  • Realização
  • FIABCI-BRASIL
  • SECOVI-SP