Zona Norte RJ | Revitalização e Urbanismo

Imagem do case

Detalhes do case

Cury Construtora e Incorporadora

Profissional

Contribuição Urbanística

2021

Rio de Janeiro - RJ

Visitar site

Arquivo para download

Justificativa

No Engenho Novo, Zona Norte do Rio de Janeiro, um terreno com quase 50 mil m² abrigou quatro prédios de uma companhia de telefonia. A modernização do sistema telefônico levou à desativação das edificações em 2000 e, com ela, houve desaceleração da economia local, degradação e insegurança. Em 2014, o terreno foi invadido por cinco mil pessoas. Com a reintegração de posse, vislumbrou-se a possibilidade de venda e possível requalificação da região. Esse foi o passo para se vender o ativo para a Cury Construtora, que planejou construir moradias e criar um generoso urbanismo local para resolver a falta de oferta residencial segura e acessível, a degradação urbana, além de reativar o comércio local. Foram implantados os residenciais “Único”, “Completo” e “Viva Mais”, com 44 torres de 4 e 16 andares, 1.300 unidades totais, com áreas privativas de 43,7 m² a 56,5 m², infraestrutura e lazer, portaria e vagas de garagem. Lançado em 2016, pelo então programa Minha Casa, Minha Vida, o empreendimento foi concluído em 27 meses, com 100% das unidades ocupadas, e é Master Imobiliário 2021.

“A comunidade estava traumatizada, sem enxergar um futuro melhor. Depois de uma demolição emblemática e com projeto inovador para a região, criou-se movimentação para uma área que estava morta. Entregamos um complexo imobiliário que resgatou a segurança e o orgulho de concretizar o sonho da casa própria em uma área totalmente revitalizada.”
Fabio Cury
CEO da Cury Construtora
Com solução urbanística ousada, Cury promove readequação inteligente na Zona Norte do Rio

Saiba mais
O terreno foi dividido em três grandes partes, cada uma com projeto construtivo para os residenciais. Juntos, os três projetos integram o audacioso plano que atende aos quatro objetivos propostos: garantir uma exigência prevista no acordo de negociação de compra; proporcionar equipamentos públicos que melhorem a vida da comunidade; solucionar gargalos urbanísticos; e construir três condomínios residenciais. A Cury disponibilizou dois lotes para o poder público instalar equipamentos nas áreas de saúde e educação. Conforme previsto em legislação, a construtora desembolsou uma quantia entre 0,5% a 1% do custo total do empreendimento para repassar ao município. Destaque às contrapartidas essenciais para a requalificação do entorno: uma avenida e uma grande obra de drenagem da água pluvial, que amenizou os registros de alagamentos da região.
  Anterior    Próximo  
  • Realização
  • FIABCI-BRASIL
  • SECOVI-SP